Dicas antes de sair para pedalar

Trocando as marchas

Troque as marchas para adequá-las à sua velocidade e ao terreno. Você sempre deve pedalar ao trocar de marchas e deve usar uma marcha que permita movimentos suaves e eficientes.

As alavancas direitas movimentam as catracas. A alavanca grande movimenta a corrente até as catracas leves (maiores). A alavanca pequena movimenta a corrente até as catracas mais pesadas (menores).

As alavancas esquerdas movimentam as coroas. A alavanca grande movimenta a corrente até a coroa maior (mais pesada). A alavanca pequena movimenta a corrente até a coroa menor (mais leve).

Escolha antecipadamente a sua marcha. Não troque a marcha quando os pedais estiverem sob carga, como ao subir. Escolha a sua marcha para subida antecipadamente para ficar preparado para a subida. Se você precisar trocar as marchas sob carga, tente tirar a pressão sobre os pedais durante a troca.

Encontrando a marcha certa

Com a prática, a seleção das marchas se tornará mais um impulso ou reflexo, exigindo pouco ato de pensar.

Com o tempo, encontrará as marchas mais confortáveis para você. As rotações ideais das marchas e dos pedais (rpm) variam. A maioria das pessoas acha que uma marcha mais baixa é melhor para subir, que uma marcha mais alta é melhor para descer e uma marcha intermediária é confortável em terrenos planos ou pistas de rolamento.

Tente não usar uma combinação de corrente cruzada: Uma coroa grande/catraca grande OU coroa pequena/catraca pequena. A corrente cruzada é ruim para a sua transmissão.

É uma excelente ideia para os principiantes pedalarem com um ciclista experiente que esteja disposto a ensinar os princípios básicos da seleção de marchas.

Freando e parando

Aprender a frear adequadamente fará com que você fique mais seguro e mais confiante na estrada. Antes de começar a pedalar, certifique-se sempre que os freios funcionam.

Freios contra pedal

Se a sua bicicleta possui um freio contra pedal acionado pelos pedais, pedale em sentido contrário para acionar o freio. Para aplicar a força máxima, o pedal traseiro deve estar acima da horizontal quando você acionar o freio.

Posição do pedal para melhor acionamento do freio contra pedal.

Alavancas de câmbio

A frenagem deve ser realizada com os dois freios ao mesmo tempo. Acionar o freio dianteiro em demasia pode fazer com que a roda traseira levante do solo, resultando em perda de controle. Acionar o freio traseiro em demasia pode fazer com que você comece a derrapar.

A maior parte do poder de frenagem de sua bike provém do freio dianteiro – use-o com moderação. O freio traseiro pode ajudar a reduzir a velocidade gradualmente.

Para evitar que a roda traseira levante em freadas fortes, mude o peso para trás no selim e mantenha-se abaixado sobre a bicicleta.

Se você precisar executar uma parada de emergência, acione os freios de maneira suave e uniforme para melhor controlar a sua velocidade.

Ao fazer curvas, use os freios antes de fazer a sua curva. A frenagem forte durante uma curva pode fazer com que as rodas derrapem, o que pode fazer com que você perca o controle. Solte os freios na metade da curva para obter maior estabilidade e tração positiva nas curvas.

A frenagem contínua pode causar acúmulo de calor nos aros e nos componentes dos freios, causando desgaste prematuro. Para evitar o sobreaquecimento do sistema de freios, solte os freios ocasionalmente para permitir que as superfícies esfriem.

Subindo colinas

A dica mais importante para subir é selecionar a marcha certa antes de chegar à colina. Depois de dominar a seleção de marchas, essas técnicas adicionais facilitarão dominar qualquer subida.

Em subidas íngremes, incline-se para frente e dobre os cotovelos. Pratique encontrar o centro de gravidade correto entre as rodas dianteiras e traseiras e estar pronto para trocar as marchas ao pedalar.

Quer você sente ou fique em pé para uma subida é uma questão de preferência pessoal. Às vezes, isso ajuda a alternar as duas técnicas, pois elas usam grupos musculares diferentes e mudar de posição pode proporcionar um descanso para os músculos fatigados.

Descendo colinas

As chaves para descer uma ladeira de forma segura e eficaz são o controle de velocidade, a distribuição do peso e o controle do guidão.

Sua velocidade é controlada por meio da experiência e das boas técnicas de frenagem. Para manter o peso corretamente equilibrado entre as rodas em uma descida íngreme, mova seu peso para trás e permaneça o mais abaixado possível na bicicleta, como ao frear. .

Mantenha os joelhos e os cotovelos dobrados para permitir que o corpo absorva as irregularidades do piso e os impactos. Evite a "freada mortal" nos freios.

Controlando a bicicleta

Só pode virar o guidão em baixa velocidade. Virar o guidão em alta velocidade ou em descidas é perigoso e só é realizado como contraesterço.

Por exemplo, para uma curva à direita, mova o pé externo (esquerdo) para baixo até a posição de 6 horas e mantenha seu peso sobre esse pedal. À medida que você se dirige para a curva, empurre para frente (não para baixo) com a mão interna (direita) e incline-se na direção da curva.

As rodas dianteiras e traseiras seguirão trajetórias diferentes. Gire para que ambas as rodas sigam as melhores trajetórias. Mantenha-se relaxado durante a curva e mantenha o peso centralizado na bicicleta.

Finding the right gear

With practice, gear selection will become more of an impulse or reflex, requiring little thought.

Over time, you’ll find the gear(s) that are most comfortable for you. Optimum gear and pedal revolutions (rpm) vary. Most people find that a lower gear is better going uphill, a higher gear is better going downhill, and a gear somewhere in between is comfortable on flat or rolling terrain.

It’s a great idea for beginners to ride with an experienced rider who’s willing to teach you the basics of gear selection.

Brasil / Português
You’re looking at the Brasil / Português Trek Bicycle website. Don’t worry. We’ve all taken a wrong turn before. View your country’s Trek Bicycle website here.